avatar.png

 

“ According to Physics, we kow dealing with 3 dimensions is relatively easy and usual ; on the other hand, as we know they are already working with the  fourth dimension and even with  the 5th dimension what looks sometimes or  impossible or crazy.

Our methodology deals with 5 dimensions , to deal on what you see and with what you "can not see"´s factors . In practice  it will make all the difference ..as for instance the CASTSOFTWARE  technology that will make the CODE black box as were a X Ray machine .... Phd Christopher Ericsson – Founder and investor,”

 

MODELOS DE EFICIÊNCIA  EMPRESARIAL

TECNOLOGIAS INOVADORAS

A especialização e foco em Strategy Implementation  &  Performance Management  é utilizada em projetos  específicos de consultoria; na aceleração de empresas ou em processos de  M&A na área de serviços incluindo aquelas empresas  do segmento de Tecnologia e da Transformação Digital que já atuam ou queiram atuar  no Brasil 

REPRESENTAÇÃO E ATUANDO NO BRASIL COMO A CASTSOFTWARE  SOLUÇÃO ÚNICA EM APPLICATION INTELLIGENCE 

Somos uma Consultoria “boutique” nacional com apoio de investidores externos e locais,   que atua  com Strategy Implementation, digital transformation e Enterprise Performance Management ; nossa atuação é holística e completa e ao mesmo tempo  modular e evolutiva.  Para alcançar os resultados acreditamos no princípio de   elevados pragmatismo, simplicidade e clareza

Em meio à continua transformação econômica , cultural e comportamental entendemos que para gerir nossas empresas e nossas vida de forma mais estratégica, é oportuno acoplar aos métodos e ferramentas existentes nas organizações,  recursos adicionais atuais ( gerenciais e ou  tecnológicas) que sejam capazes de, (alinhadamente com a prática existente na empresa),  colocar na prática o conceito d          e  monitoramento continuo da execução da estratégia. Para projetos mais abrangentes,  monitoramos  os desvios dos resultados esperados e atuamos sobre suas causas sejam funcionais ou mercadológicas.  Desta forma detectamos antecipadamente possíveis  agressores dos resultados  e também anteciparemos planos de correção de rota sempre críticos  em tempos de alta velocidade das mudanças.

Para tornar a implementação deste conceito simples, pragmático e operacional, juntamente com grupos da FGV Management, da aceleradora e de comitês da Fundação, criamos um método de trabalho simples para orientar nossos serviços de forma consistente e clara.

Este método é denominado  MMMM e ou simplesmente 4M ( Método de Monitoramento da Mudança Mercadológica )  e trabalha 5 dimensões  que podem permear  causas ou soluções dos desvios de rota ou de perda de performance das empresas ou mesmo de um departamento ou de um processo específico. Vejam a seguir as 5 Dimensões de nossa Metodologia:

icone-processos.png

DIM 1 - MERCADO E VISÃO

 

Normalmente a visão da empresa e dos resultados esperados,  devem estar  coerentes  não somente com a maturidade da organização mas também com o mercado atual e tendências onde a empresa está inserida. Com base em benchmark setorial, funcional ou departamental, podemos balancear a expectativa e possibilidades ao longo do tempo, e materializando as informações em indicadores (KPIs) passíveis de serem acompanhados;  através da análise de mercado e dos KPIs passamos a validar o grau de exequibilidade da estratégia e este é um dos grandes fatores de sucesso das organizações já elaborados na primeira dimensão da nossa metodologia que é  MERCADO VISÃO e BENCHMARK.

icone-consultores.png

DIM 2 - PROCESSOS

 

Já entrando um pouco no dia a dia, em tempos de forte transformação econômica e digital, os processos e controles são muito necessários,   mas ao mesmo tempo  devem ser simples e suaves, como forma de permitir mais fluidez, flexibilidade e velocidade para as operações. Normalmente, e por razões históricas e culturais, a medida que as empresas crescem os processos ficam mais complexos e engessados e as organizações acabam perdendo nos meandros do dia a dia sua eficiência e valor;  as empresas ficam processuais e burocráticas colocando em risco,  o seu objetivo maior que é geração de valor e resultado.  Nesta dimensão atuamos com técnicas de LEAN MANAGEMENT, PROCESSOS AGILES, BPM para que através também, através de benchmarks para processos críticos e indicadores possamos atuar para que os processos estejam compatíveis com a estratégia e com os resultados esperados e interessante observar que poucas vezes estão.

icone-tempo.png

DIM 3 - TECNOLOGIA

 

Embora já sendo um consenso, mas reforçando o tema com  visão do professor Dr Marcos Cintra da FGV / presidente do FINEP, além de  inúmeros relatórios  da ONU e de desenvolvimento econômico mundial , não há desenvolvimento e prosperidade sem tecnologia e inovação. Sem querer entrar no âmbito político econômico, o fator  tecnologia é um diferencial estratégico e  imprescindível dos países e das organizações , quando o tema é  gerar valor e resultado.  Nesta época de transformações tão radicais no âmbito sócio politico e econômico sem tecnologia bem aplicada não há solução e é nesta linha que trazemos especialistas que vão nos ajudar em algumas áreas fundamentais.

DIM 5 - RESULTADOS  NÃO FINANCEIROS 

 

Também neste momento mais acelerado e disruptivo de transformação econômica e digital, nem sempre os resultados financeiros per si podem representar sucesso. Na prática, o balanço contábil das empresas são imprescindíveis mas não representam totalmente o valor da empresa e ou seu potencial; não representam a agilidade, adaptabilidade e inovação; não contabilizam claramente o valor da marca ou da capacidade do time e das pessoas; não tem uma ligação direta com a operação. Sendo assim, nesta dimensão procuraremos materializar tudo que dá resultado e valor mas não está explicito ou discretizado. Resume tudo que não se vê e que ajuda ou que atrapalha para executar a estratégia ou melhorar a performance de um departamento.

icone-colaboracao.png

DIM 4 - PESSOAS E COMPORTAMENTO

 

as mais referenciadas publicações do segmento de performance empresarial,  demonstram que, a maioria das empresas possuem boa estratégia e uma boa visão empresarial; se não tem bons processos tecnicamente é possível tê-los, tem acesso às diversas e melhores tecnologias , possuem boas técnicas de gestão mas no entanto mesmo assim as coisas não funcionam como esperado. Pelo nosso ponto de vista enunciados e estudados em algumas universidades de renome ( inclusive aqui na FGV), o FATOR HUMANO, refletido em maior ou menor nível de engagement, transparência, proatividade, motivação ( que é diferente de engagement), treinamento e aproveitamento, união e espírito de equipe, criatividade são aqueles fatores que no final vão de fato fazer a diferença se buscamos resultados sustentáveis e de longo prazo. Possuímos técnicas de medir alguns destes fatores e passamos a tratar a questão de RH como algo estratégico e não somente tático e operacional.

 

VAMOS FALAR COMO COLOCAR ISTO NA PRÁTICA